[Resenha] O retrato de Dorian Gray - Oscar Wilde

Livro: O retrato de Dorian Gray
Autor: Oscar Wilde
Editora: Martin Claret
Número de páginas: 212
Classificação: 5/5 (favorito)


Minha Opinião:

 "Não existe influência boa. Toda influência é imoral... Porque influenciar uma pessoa é transmitir-lhe a nossa própria alma."

O Retrato de Dorian Gray foi escrito por um dos mais importantes escritores do século XIX. O livro é genial! Oscar Wilde é genial. Relevem meu comportamento eufórico para falar sobre essa obra, mas a história mexeu muito comigo, e o livro virou meu favorito.

O livro é narrado em terceira pessoa, e apesar de ter sido escrito no ano de 1890, a linguagem utilizada pelo autor não é rebuscada a ponto de tornar a leitura difícil e cansativa.
Dorian é um adolescente belo e ingênuo, que chega a Londres após a morte do seu avô. Sua beleza é imortalizada em um quadro, pintado por seu amigo Basil. Ao conhecer o hedonista Lorde Henry, e influenciado pelos seus discursos acerca dos prazeres da vida e a importância da beleza, Dorian deseja que seu quadro envelheça em seu lugar, para que ele conserve a juventude eternamente. A partir daí, a história adquire um tom sombrio e a efemeridade da beleza se torna um dos assuntos mais abordados por Oscar.
Teria Dorian feito um pacto com o diabo para conservar sua juventude? Após se apaixonar pela linda atriz Sybil Vane, uma tragédia marca o início de sua conduta fria e inescrupulosa para com as pessoas à sua volta.

Dorian tem seus valores e moral completamente corrompidos por Henry. Ele se torna uma verdadeira marionete nas mãos dele. Até ver a sua imagem no retrato, ele parecia não fazer ideia do quanto era belo. Aqui o autor elabora uma crítica ao narcisismo e o culto à beleza. Quantas pessoas dão mais valor à aparência do que ao caráter?
Ao notar uma mudança nas feições do quadro, o jovem mergulha em um mundo de imoralidade e prazeres sórdidos, sem se preocupar com as consequências.
Não posso dizer que senti raiva de Dorian. Ele possui uma mente totalmente manipulável e seu maior erro foi ter dado ouvidos as investidas de Lorde Henry. Todos os esforços para desfazer os males que causou, pareciam não render resultados e quanto mais tentava consertar seus erros, mais sua alma se tornava sombria.
"Para ser popular é necessário ser medíocre. Todas as boas reputações são feitas de nada."
Lorde Henry é sem dúvida o personagem mais fascinante da obra. Seu cinismo e os comentários ácidos a respeito das mulheres, refletem sua personalidade marcante. Ele é o responsável por confundir os sentimentos e desejos de Dorian, levando-o a cultuar sua própria beleza.
Dono de frases de efeito, é através de Henry que Wilde constrói suas críticas à sociedade da Inglaterra vitoriana, marcada pelo moralismo hipócrita. É um personagem que a maioria irá odiar, mas as suas frases e discursos nos chamam atenção, como se mergulhássemos em seus devaneios.
"Posso ser solidário com tudo, menos com o sofrimento. Tenho-lhe aversão. O sofrimento é hediondo, horrível, desalentador. Nessa simpatia moderna pela dor, há qualquer coisa de mórbido. O que se deve estimular é a cor, o belo, a alegria de viver. Quanto menos se iludir às tristezas da vida, tanto melhor."
O retrato de Dorian Gray é um livro que ficará marcado para sempre na mente do leitor. O desfecho me pegou desprevenida, e fiquei digerindo a história por longas horas.
Sem dúvida, essa é uma obra que te levará a questionar seus próprios valores. Até onde uma pessoa iria para se conservar eternamente belo? Até que ponto as influências de outra pessoa podem modificar o nosso caráter?
Só uma recomendação: Leia o quanto antes.
“Hoje em dia as pessoas sabem o preço de tudo, mas não sabem o valor de nada.”
"Definir é limitar."

28 comentários:

  1. Caraca Jac...
    Ameeei a resenha, e olha que não curto muito essa obras geniais, mais essa em questão, abriu meu apetite kkkk'
    Vou procurar o livro ler.
    Beijoos
    Bruh-Livros de Cabeceira

    ResponderExcluir
  2. Muito boa sua resenha. Já assisti a um filme com esse tema, o jovem tinha um retrato que envelhecia em seu lugar, mas ele não podia olhar o retrato ou a magia acabaria. Creio que deva ter sido inspirado no livro.

    Bjinho,
    Pri.

    ResponderExcluir
  3. Já vi o livro mas nunca tive a oportunidade de ler, só ver o filme!

    Adoro personagens ácidos, q são tipo vilões mas tem carisma kkk #soudomal
    Preciso conferir esse clássico!

    Dois quotes iguais rs

    Bjs!
    Le, BML.

    ResponderExcluir
  4. Oi Jacque,
    pela capa nunca iria adivinha do que se trata. Talvez nunca o leria.
    Mas depois da masjestosa resenha, eu fiquei super curioso sobre o livro. Muito interessante.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Amo obras clássicas, autores renomados clássicos e claro que quero ler esse livro, vou anotar aqui e ver onde o encontro *O* Críticas á sociedade, ao narcisismo, á vaidades materiais me interessam e muito e Oscar me parece mesmo ser um autor genial <3

    Ótima resenha!
    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  6. Ouço falar desse livro faz tempo, mas nunca parei para ver do que se tratava. Parece interessante, e realmente fiquei com vontade de ler. Mas acho que não por agora, por alguma razão. Talvez eu simplesmente não esteja no clima.

    Ótima resenha Jac linda!
    Beijitos

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Acabei de criar um blog sobre Oscar Wilde e gostaria de pedir permissão para publicar um pequeno trecho (o penúltimo parágrafo) da sua resenha no meu blog e colocar o link direcionando para o texto na íntegra aqui no seu My Book lit. Gostei bastante da sua resenha e ficarei muito grato se permitir.

    Assim como aconteceu com você, "O Retrato de Dorian Gray" se tornou o meu livro favorito. Sempre ouvi falar dele, mas não fazia ideia de que era tão formidável. Minha admiração por Wilde se tornou tamanha que criei um blog dedicado a ele.

    Parabéns e até mais.

    ResponderExcluir
  9. Li uma resenha deste livro em algum blog lterário, e lembro que fiquei louca para ler. E agora lendo sua resenha, não vou resistir, vou solicitar com certeza à editora.
    Vou seguir sua recomendação! :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Quero ler esse livro a algum tempo, mas apenas o achei em uma biblioteca, só que o exemplar é bem antigo, muito antigo, e que acho que vai dificultar um pouco a leitura. Em breve vou ver se encontro alguma edição mais recente. Sobre a resenha, amei! Descreveu mais a fundo o livro, que eu ainda não conhecia muito, e só fez aumentar o meu desejo de leitura, rs...

    Abraços, Joshua

    ResponderExcluir
  11. Obrigado pela permissão, Jacqueline. Vou publicar o post com o trecho em breve!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Já conhecia por auto a estória de Dorian Gray e sempre achei ela intrigante.
    Gostei muito da sua resenha, ela me deixou com mais vontade ainda de ler esse livro.
    *bye*

    Louca por Romances

    ResponderExcluir
  13. Oi JAC *-*
    Antes quero dizer que esse moço da foto ta parecendo o John Travolta HAHAHAH
    anyway,
    eu sou doido pra ler esse livro. Aquela editora carérrima que eu não lembro o nome, lançou ele bilíngue eu fiquei louco pra comprar. Mas é too expensive D:
    Antes de ler a sinopse eu imaginava algo ao narcisismo mesmo, só pelo título. Sério rs
    Espero que o livro me marque tanto quanto marcou vc.
    bjs,
    Nicholas - Tudo por um livro.

    ResponderExcluir
  14. oi,
    eu li esse livro há muitos e muitos anos atrás, lembro que amei, preciso reler
    http://lostgirlygirl.blogspot.com.br/

    bjos

    ResponderExcluir
  15. E aí, gemula ;D Conheço o autor só de nome, mas nunca tinha lido nem sinopse de sequer um de seus livros haha. Gostei muito da história e mais ainda da sua resenha. Vou ler sem medo de não gostar ;D
    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bom?
    Sua resenha está ótima, fiquei muito curiosa para ler este livro,
    parabéns pela sinceridade e pelo trabalho belíssimo no blog.
    Continue sempre assim.
    Território das garotas
    @territoriodg
    Bjss *-*
    Passa lá no blog?
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Oi Jaque!
    Adorei a resenha,o livro parece passar ótimas mensagens,os trechos que escolhestes são muito bons " Hoje em dia as pessoas sabem o preço de tudo,mas não sabem o valor de nada."Adorei.
    Bjos Fabi
    http://roubando-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Quase não vejo comentários sobre livros clássicos nos blogs, a maioria dos blogueiros se dedica mais a lançamentos e é sempre bom ver quando alguém escreve uma resenha sobre um clássico. Achei muito bom que você tenha ressaltado que a linguagem do livro não é rebuscada, porque muitas pessoas associam a palavra clássico à ideia de que seria uma leitura difícil e sem atrativos, esse é um preconceito que afasta muitos leitores.

    ResponderExcluir
  20. Muito boa a sua resenha.
    Eu já li o livro e achei bem interessante! Com mensagens muito boas!
    Uma ótima opção de leitura!
    http://decodebooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Li esse livro quando era adolescente, faz anos.
    É um livro que poucos resenhariam tão bem como você Jacque.
    Adoro Wilde, sua escrita rasgante e cheia de verdades me fascina.
    Vou ter de lê-lo de novo, agora tenho certeza de que vou encontrar noções bem diferentes do que encontrei quando era novinha e o li .

    Beijos
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  22. Adorei a resenha! Não conhecia o livro.

    Beijo,
    www.estanteseletiva.com

    ResponderExcluir
  23. Esse livro é maravilhoso. AMO MUITO.
    É o melhor livro de literatura inglesa que eu já li. Sem comentários.Jack,sua resenha está ótima.
    Boa Semana.
    Mariana - World of Tori Vega.

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Nossa! Sua resenha realmente consegue me convencer para ler o livro!
    Fiquei mega curiosa para ler!
    Bjinhs*

    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Esse livro é realmente ótimo. Já faz um tempinho que eu li, mas lembro que fiquei fascinada pela história. O Henry realmente é um dos melhores personagens por suas falas marcantes e personalidade forte. E o Basil? Pobre Basil! Confesso que tive pena e me solidarizei muitas vezes com o ciúme dele.
    Amei a resenha, dá pra perceber o quanto você gostou do livro. =D
    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. Boa tarde Jaqueline,

    Gosto muito de clássico, mas ainda não li esse, depois da sua resenha fiquei com muita vontade de ler...parabéns...abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Oi, Jacque!
    NHAIN, necessito desse livrooooo ><"

    Eu vi o filme (com o Ben coisa linda) e achei demais. Já fui informada que o livro é ainda melhor, e por isso estou morrendo pra ler :(

    Adorei os quotes do Lorde Henry, realmente sao de fazer pensar :)

    Beijooo!

    Ju
    julianagiacobelli.com

    ResponderExcluir
  28. Caramba que resenha maravilhosa!
    estou seguindo o site ja viu?
    Fiquei morrendo de vontade de ler esse livro!
    Beijo!

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar.Será muito bom saber o que você pensa...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...