[Resenha] A menina que fazia nevar - Grace MacCleen

Livro: A menina que fazia nevar
Autora: Grace MacCleen
Editora: Paralela
Número de páginas: 312
Classificação: 3,5/5

Minha Opinião:
" Eu sei como é a fé. O mundo no meu quarto é feito dela. Com fé bordei as nuvens. Com fé recortei a lua e as estrelas. Com fé colei tudo junto e fiz todas essas coisas cantarolando. Porque a fé é igual à imaginação. Ela vê uma coisa onde não há nada, dá um salto e de repente você está voando."
A menina que fazia nevar é o romance de estreia de Grace MacCleen, que estudou literatura inglesa em Oxford e hoje vive em Londres onde se dedica integralmente à escrita e à música.

 Judith McPherson acredita piamente que o Armagedon está próximo e possui uma fé motivadora. Criada apenas pelo pai, já que sua mãe morreu em decorrência de problemas no parto, a menina de 10 anos é muito solitária, e praticamente não tem amigos. Tudo piora quando recebe uma ameaça de Neil, um menino de sua escola. Seu passatempo é brincar com uma maquete da "Terra Gloriosa", que ela própria construiu com algumas sucatas recolhidas na rua.
Amedrontada com a possibilidade de morrer devido a ameça de ter a cabeça enfiada na privada - feita por Neil - e se apegando a crença de que com fé ela poderia realizar qualquer coisa, Judith faz nevar sobre sua maquete com espuma de barbear. Mas ela não poderia imaginar que no dia seguinte também amanheceria nevando sobre sua cidade.
Após este episódio, a menina passa a acreditar ter certos "poderes", mas vai descobrir que para realizar certos "milagres" é preciso arcar com as suas consequências.
 
Geralmente não leio livros que trazem temática religiosa, desde a leitura de A Cabana, livro que foi minha maior decepção ever (me julguem). Sou cristã protestante e é difícil deixar minhas crenças de lado, para extrair a mensagem que a autora quer passar. Assim que soube do lançamento do livro decidi dar uma chance, já que este trazia uma protagonista criança, e tinha uma pegada mais infantojuvenil. No início eu até cheguei a abandonar a leitura, achando que não me envolveria com o enredo, but liguei o botão turn off religioso, e não me arrependi.

A obra é repleta de metáforas, parábolas e versículos que nos ambientam na fé da jovem protagonista. Apesar da autora utilizar uma delicadeza e leveza para tratar de assuntos como bullying, religião, e até mesmo o fanatismo religioso, eu não consegui me adaptar com os adjetivos religiosos, como o modo com o qual ela se referia a sua cidade como "antro de iniquidades". Mas devido a criação dela foi completamente compreensível encontrar este vocabulário diferenciado.
No mais, a narrativa não deixa a desejar, nos passando a ideia exata de uma criança atemorizada, que não possui outro apoio a não ser a professora, já que até a relação com o pai era bastante complicada. Devo dizer que Grace foi muito feliz deixando uma crítica implícita aqui: o modo como o pai negligenciava a filha, e também a forma como o fanatismo afetou a vida deles...tá ok, eu prometi que não faria análise religiosa.

Os capítulos são bem curtinhos, e aos poucos a gente vai se familiarizando com o modo que Judith pensa, e passa a se envolver com os "milagres" que ela realiza. O teor religioso é bem comedido, não passa aquela ideia de que a autora quer na verdade "evangelizar" o leitor, e isso foi o que eu mais gostei. Infelizmente me decepcionei um pouco com o desfecho, que ficou em aberto. Grace poderia ter sido mais cuidadosa na hora de explicar alguns eventos, mas ainda assim foi uma experiência muito agradável.
A menina que fazia nevar traz uma história de fé, ação e reação e o poder das nossas escolhas. Um livro muito delicado que utiliza de uma sensibilidade sem tamanho para nos mostrar o poder da nossa fé.

14 comentários:

  1. Oi Jac!!
    Eu não gosto muito de livros que abordam religião também não.. Mas esse parece ser mais interessante, devido ao fato de não ser tããão voltado a qualquer religião e etc.. Quanto à ideia do livro, da garota fazer seus 'milagres' com a maquete, achei bem interessante, apesar de que eu não gosto muito de personagens que são chatos ao extremo, como parece ser o pai da garota :// Mas enfim, é bom saber que o livro não é uma daquelas obras que apela, como se quisesse dizer assim: "acredite em que eu acredito agora!!!!²" e 'amortece' o tema.. Parece ser uma boa pedida para o fim de férias!! hehe Que sabe em breve?

    Luis Fernando

    http://novelodeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Ahh, Jacque =/
    Peninha esse livro ter essa pegada religiosa, se é que posso falar assim. Eu não curto muito. Não é nada contra qualquer religião específica, mas já passei muitas tristezas relativas ao assunto.
    Não sei se vou ler. E olha, tinha lido resenha que não falava nada especificando esse fato. Queria muito ler.
    Acho que se surgir a oportunidade, quem sabe. Nunca digo que não.
    Beijos e obrigada pela resenha tão sincera.
    Beijos
    Vivi
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  3. Essa é a primeira resenha sobre o livro que eu leio e, confesso que, fiquei bem curiosa. Gosto quando os escritores trabalham essa temática de bullying de uma forma mais leve, mais infantil e não tenho problemas com essa pegada religiosa, até gosto quando bem elaborado e quando passa reais ensinamentos.
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela resenha Jacque! Já li A Menina que Fazia Nevar e amei! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir

  5. Oie!

    De início eu queria muito ler este livro, mas esta temática dele meio que me desanimou, sei lá.
    Eu imaginava diferente a historia pelo título.

    Beijos*

    ResponderExcluir
  6. Me deu muita vontade de lê-lo, adorei!

    ResponderExcluir
  7. Minha relação com A Cabana é uma coisa meio "estranha": achei o livro regular, com pouquíssimos momentos que tenham realmente me chamado atenção e mesmo assim foi um livro favorito. Eu disse que era uma relação estranha: odiei e amei nas mesmas proporções e percebi que livros com temática religiosa não são pra mim. E aí, como você, resolvi dar uma chance para A Menina Que Fazia Nevar quando lançou e ADOREI. Achei o livro encantador e nem liguei para o vocabulário diferenciado ou o fanatismo religioso do Pai.
    Gostei muito da resenha, frisou vários detalhes que eu esqueci de colocar na minha por causa da euforia do momento (aí aprendi a não escrever resenhas assim que acabo o livro

    Gih Alves || atualizado, comenta? http://jeito-inedito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Livros com temática religiosa precisam ser realmente bons para me fisgar. Eu amei A Cabana - ao contrário de você, rs - e A Menina que Fazia Nevar me chamou a atenção quando a Cia divulgou os lançamentos de seus selos. No mais, o livro não é uma prioridade no momento, e parece até ser bonitinho por ter uma protagonista criança. Espero ler em breve!

    ResponderExcluir
  9. Eu adoro capítulos curtos em livros, torna a leitura muito mais fácil, rápida e fluente, né?
    Sou louca para ler esse livro, mas ainda não o tenho =/ Está aqui nos desejados, espero poder ler em algum momento.

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Jacque a temática desse livro não me conquistou. Nunca me dou bem quando os livros tem como fundo o enredo religioso. Nunca tentei ler A Cabana, mas a minha irmã começou e largou antes de chegar ao meio.
    Quando um livro tem capítulos curtos torna a leitura mais atrativa e dinâmica.
    Que bom que apesar da sua resistência inicial a leitura te surpreendeu de forma positiva e você acabou gostando.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  11. Gostei da resenha e já tava louca para lê-lo. Parece ser bem singular e muito legal....

    Beijo, @_RayPereira
    http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Nunca li, mas uma amiga minha tem e me perguntou se eu queria emprestado, de inicio não aceitei pela capa, mas lembrei que nenhum livro se resume na capa ! Depois da resenha COM CERTEZA vou ler , obrigada, beijos.

    ResponderExcluir
  13. Bom dia Jacqueline,

    Esse livro parece ser muito bom mesmo, gosto do título...bem forte.....abraços.



    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi adorei.. muito obrigado, amei a maneira que vc usou para descrever essa resenha...me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda
    www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar.Será muito bom saber o que você pensa...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...