[Resenha] True - Erin McCarthy

Livro: True
Autora: Erin McCarthy
Editora: Verus
Número de páginas: 259
Classificação: 2,5/5

Minha Opinião:

O que mais me atraiu em True foi a capa, que transmitia um clima tão sexy e apaixonante, que me deixou imediatamente curiosa para saber como seria a história.

Como o livro tem poucas páginas, ele foi o eleito para o primeiro dia de feriado do carnaval. Li bem rápido, porque apesar da trama não ter me envolvido completamente, a narrativa foi bastante ágil.
True me decepcionou pelo simples fato de não trazer nada de novo.
Os conflitos dos personagens foram explorados de modo superficial, e eu não me agradei nem um pouco da protagonista. Soma isso ao fato de que a trama me lembrou muito um outro livro que li, e pronto, não consegui cair de amores pelo livro.

A história é narrada por Rory, uma jovem de 21 anos que sempre levou muito a sério os estudos, e nunca teve um namorado firme.
Em uma noite, ela acompanha as amigas de quarto para a casa de um ficante de uma delas, e acaba ficando sozinha com o esquisito e calado Grant. Ao retribuir o beijo dele, ela acaba sendo atacada, e por pouco não acaba sendo estuprada na sala. Tyler - que estava no quarto com sua amiga Jessica - vê a cena, e a defende. Rory não consegue resistir ao encanto do rapaz tatuado, e ao ajudá-lo a estudar, acaba se apaixonando por ele.
Tyler acredita não estar à altura de Rory, já que sua família é a mais desajustada possível, e ele luta para se formar na faculdade e poder tirar os irmãos mais novos da mãe drogada.
"- O que você está fazendo?- Estou planejando te beijar. Se você não se importar.- Eu ainda não decidi.- Rory, você me mata de verdade. Não conheço nenhuma outra garota que teria respondido desse jeito."
Que a fórmula: moça virgem se apaixona pelo bad boy tatuado, está ficando saturada, isso todo mundo já tem conhecimento. Porém, algumas autoras conseguem fazer uma limonada com poucos limões, e trazer um enredo tão apaixonante, que a fórmula acaba sendo um mero detalhe.
True me incomodou desde o início. A trama me lembrava muito o livro No limite da atração, e a sensação de déjà vu estragou meu envolvimento com a obra.
A escrita até que foi bem concisa e sem enrolação, e isso foi um ponto positivo, já que terminei minha leitura super rápido.

O problema da narração em primeira pessoa foi a protagonista Rory. A princípio pensei que ela seria aquele tipo de moça inteligente (isso ela era), e independente. Daquelas que acredita não precisar de homem nenhum para se sentir completa. Só que a insegurança e baixa autoestima ultrapassavam todos os limites. Sem falar na carência da personagem. Ela passava metade do tempo se perguntando se Tyler realmente estaria interessado nela, e a outra metade do tempo praticamente implorando pro moço tirar sua virgindade.
"Você pode conseguir coisa melhor. Mas eu sou egoísta demais para te deixar ir embora." (Tyler)
Tyler e o drama dos irmãos acabam ficando sem segundo plano (infelizmente). A autora também deu pouca atenção aos personagens secundários.
Com uma trama mal explorada, Erin parecia perdida sobre qual destino dar a seus personagens. E os motivos para azedar a relação de Rory e Tyler foram muito bobos. Em uma cena o pai de Rory (que nem mora com ela), a proíbe de ver o namorado. Chega a ser ridículo ele falando que iria investigar as redes sociais dela para saber se ela ainda estava com o rapaz (Porque né: ela morava sozinha, e não era nenhuma adolescente de 15 anos).
Aconselho para quem não curte spoiler, não ler a sinopse. Tem uma revelação sobre Tyler que eu realmente não esperava, mas assim que fui ler a sinopse após terminar o a leitura, descobri que esse fato é contado nela.
"Eu ainda não estava convencida de que jogar sapatos não significava que a pessoa tinha problemas para controlar a raiva, mas agora eu entendia o amor. Como ele nos envolve e nos deixa mais consciente das sensações na pele, na raiz do cabelo, da intensidade de cada toque e de cada centímetro do seu corpo. Era como a vida em alta definição. Tudo era mais nítido." Rory
Tudo bem que Tyler sabia ser fofo em algumas vezes, mas toda a fofura do mundo não serviu para apagar o sentimento de que ele foi um grande babaca ao fazer o que fez com Rory. E o pior foi ela encontrando justificativas para ele ter aceitado a proposta, e perdoando dois segundos depois. Não gostei da forma como ela se segurava em Tyler, como um afogado se segura em uma boia.
Para um New Adult, as poucas cenas mais quentes, foram pra lá de sem graça.
O desfecho foi muito corrido. Em poucas páginas a autora encontrou uma solução um pouco dramática demais (mas que não conseguiu me comover) para fechar a história.

A edição da Verus está bem caprichada. Fontes, espaçamento e papel super confortável para a leitura. A capa está belíssima. E achei muito bacana manterem o título original, pois ele tem uma explicação muito linda (um dia talvez eu tatue JIBB em mim rs quem leu vai entender).
Quem gosta de leituras despretensiosas, com certeza vai gostar do livro.

12 comentários:

  1. Olha sinceramente tenho que confessar que eu me esqueci completamente de ter comprado esse livro no fim de semana, pois estava pegando alguns na GALERA RECORD e esqueci completamente desse acredita? Estou muito curiosa para ler o livro, até porque a história me parece ser deliciosa. E pela sua resenha fiquei ainda mais curiosa para saber sobre os personagens e tudo mais.
    E essa capa menina do céu, que coisa mais linda !!!!! A Editora caprichou!! Sem comentários. Espero ainda ter ele na minha estante logo, pois estou agora esperando para quem sabe fazer minha proxima compra, mas agora vou dar um tempo, porque já gastei bastante hahahaha

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/02/resenha-o-presente_24.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda passando aqui de novo para ver as novidades, mas vi que vc ainda não postou nada novo, por isso quando fizer isso me chama que passarei aqui novamente tá? Venha conferir a minha nova resenha - http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/02/resenha-um-milagre-chamado-grace.html - te aguardo em ambas em ?!!

      Excluir
  2. Oi Jacque
    Nossa, que pena que vc não curtiu muito o livro. Lendo sua resenha logo vi que ele se assemelhava a algum livro que eu já tinha lido. É praticamente a mesma receita né?
    Antes ainda do livro chegar nas livrarias eu ja estava curiosa para ler, ainda sim com suas ressalvas pretendo ler para ver o que vou achar.
    Adorei sua resenha.
    A capa tbm chamou muito a minha atenção.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. flor tenho lido ótimas colocações sobre esse livro, uma história primorosa e que nos prende as páginas... ando com saudade de tramas assim, quem sabe esse é o livro que me fará sentir essa sensação de não querer que ele acabe de volta?
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Tenho a impressão de que já li o primeiro capítulo desse livro em inglês, mas não consigo me lembrar por que, nem onde o.Õ rsrsrs
    Também gostei da capa, e é uma pena que a leitura tenha sido tão superficial. Talvez isso não acontecesse comigo, já que li muito poucos livros do gênero.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    O livro parece ser um ótimo new adult, acho a capa dele bem legal e pelo jeito a história tambem é bem gostosa. Ótima resenha!
    Beijo
    Guilherme - http://leituraforadeserie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Jacque! Tudo bem?
    Parabéns pela resenha. Andei vendo muitas postagens sobre esse livro, mas essa é a primeira que paro para analisar de fato. E não consegui me interessar por enquanto.

    Um beijo,
    Doce Sabor dos Livros docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Jacque

    Já estou correndo na direção contrária a esse livro. Garota, que livro ruim. Os new adults são bem repetitivos, mas como você bem disse alfumas autoras conseguem inovar. Essa pelo jeito além de trazer mais do mesmo ainda fez mal feito.
    Resenha maravilhosa E super esclarecedora.

    Beijos
    mundo-de-papel1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi, Jacque!
    A capa desse livro engana mesmo, hein? Porque eu estava louco para lê-lo, acreditando que fosse uma leitura super envolvente e gostosa. Parece ser uma leitura rápida, mas com toda certeza me decepcionarei.
    E eu até achava que a protagonista seria mais independente pelo o que a sinopse insinua.
    Enfim, foi bom ler tua opinião. Dispenso, por enquanto, a leitura.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Jacque. Que pena que você não curtiu o livro :/ Eu também comprei pela capa rsrs Espero não me decepcionar do mesmo modo q você se decepcionou. E se isso acontecer, eu troco logo rsrsrs.
    Bjsss

    http://www.anebee.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá Jacqueline,

    Não conhecia o livro, mas como não gosto do gênero não vou opinar muito, mas vi que ele não agradou tanto e não era o que você esperava, abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Ahh! Fiquei triste.
    Eu tinha lido ainda ontem uma resenha tão positiva do livro, e essa capa né? Linda demais.
    Mas você sabe que respeito pra caralho sua opinião, e se é pra gastar o dinheiro suado do meu lindo maridão, que seja num livro muito bom. Não lerei, peninha, mas embora eu ame clichês, eles precisam ao menos ter coerência e nos prender, nos envolver e arrebatar
    E se você não se sentiu arrebatada, não me sentirei também, e pronto...gahauahauahau

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar.Será muito bom saber o que você pensa...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...